Você está aqui: Capa / Artigos / Caminhos para a saúde emocional

Caminhos para a saúde emocional

As pessoas normais desejam saúde mental. E passo à passo vão entendendo que saúde é um processo, amadurecimento emocional é um processo, cura mental é um processo.

O crescimento pessoal comportamental é para sempre mas deve começar na prática da sua vida e não ficar somente como uma filosofia da sua mente. Você precisa dar um primeiro passo. É você quem tem de fazer isto. Você é quem deve tomar a decisão para sair do sofrimento, parar de reclamar, de lamentar, de criticar as pessoas como se elas fossem (as únicas) culpadas do seu sofrimento, tirando o corpo fora e vivendo como vítima.

Moisés colocou o pé dentro da água do Mar Vermelho quando não havia saída para ele e todo o seu povo. E o Mar foi aberto. Um caminho apareceu. A solução chegou. Dê o primeiro passo para funcionar diferente e melhor em sua vida. Alguém disse que quem está fora da porta, já tem uma boa parte de sua jornada atrás de si. Concordo, é verdade. Muita gente fica a vida toda da porta para dentro. Presas, infelizes, lamentadoras, mesmo que possuam fortunas nos bancos. Para algumas pessoas, tudo o que elas possuem é dinheiro. Nada mais. A dor continua ali no seu peito.

Bote o pé no caminho e algo mudará. Pode não ser uma mudança imediata. Pode não ser a mudança que você queria naquele momento de sua vida. Porém provavelmente será a mudança que você mais necessita agora. Comece com algo simples, um passo de cada vez. Dê uma olhada para trás em sua vida e veja se não tem repetido o tempo todo o mesmo comportamento que pode ser ruim para você, mesmo que dê dinheiro ou mantenha pessoas dependentes de você (porque você as manipulou para isto e elas cederam). Há papéis (scripts) que vivemos na vida por anos seguidos que nos estacionam numa mesmice enfadonha produzindo até alguma satisfação, é verdade, mas superficial, não duradoura. O que, então, precisa mudar? Mudar em você, por você, partindo de você?

Muitas vezes pacientes meus dizem: “Não sei o que fazer! Não sei por que isto está acontecendo comigo!” Quando a gente não sabe a resposta para alguma coisa na nossa vida, a melhor coisa a fazer é parar e perguntar. Mas você tem que aprender a perguntar com a alma, com o coração, com a mente, com perseverança, com garra, com raiva, com todas as suas forças! E persistir perguntando, mantendo sua mente aberta, seu coração aberto, porque a resposta virá. Na verdade, ela já está aí, mas pode ser que você ainda não esteja pronto para percebê-la. Quando estiver, você saberá. Enquanto isto, continue perguntando, buscando, prestando atenção. Preste atenção no que ocorre em sua vida, de bom e e ruim. Há uma mensagem ali.

Recomendo que você saia da porta para fora e tome seu caminho, um novo caminho nunca antes percorrido, com medo ou sem medo, com humildade mas com coragem, sem desistir na primeira curva ou subida porque algumas emoções em seu interior podem ter lhe assustado. Siga compreendendo que o mais importante é que você está no caminho, e já tem uma boa parte da jornada para trás. Dê um passo de cada vez. Se tiver andado 300 passos e recair, voltando 100, está valendo, você está no caminho, há um saldo positivo que é a sua experiência da vida que bem material algum pode comprar ou vender. Levante e continue. Saúde emocional não é nunca cair numa dor mental. Doença mental é não querer levantar.

Os conflitos podem produzir paciência. Depende de como você os encarará. Podemos e devemos aprender com eles, entender sua mensagem e evitá-los do que depende de nossas escolhas. A paciência produz a experiência. Ela ajuda a observar e analisar, para aprendermos melhor. A experiência pode produzir esperança porque a experiência fornece informações e capacitações que abrem a porta da boa expectativa. É importante cultivar a esperança. Quem faz isto tem melhor saúde mental e até física. Estudos já provaram a relação entre cultivar esperança e melhor resposta imunológica. E finalmente, a esperança anima a prosseguir. Não desista. Não pare. Olhe para fora de si. Pratique compaixão, perdão, inclusive por si mesmo. Faça reparações com os relacionamentos partidos. Todas estas coisas promoverão sua saúde mental e sem elas os medicamentos não produzirão cura.

_______

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza

www.doutorcesar.com.br

 

 

Sobre Cesar Vasconcellos de Souza

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top