Você está aqui: Capa / Sem categoria / Novo Ano, Vida Dura de Novo?

Novo Ano, Vida Dura de Novo?

A vida é dura? É dura para quem tem que viver com um salário mínimo numa família? É dura para quem tem um império econômico empresarial? Ao começar um novo ano a dureza da vida acaba? O que constitui a dureza da vida?

Alguém disse: “A luta contra o próprio eu é a maior batalha que já foi ferida.” (E. G. White, A Maravilhosa Graça de Deus, p. 316). Sim, há outras batalhas que fazem a vida dura para muita gente, como a pobreza, o abuso moral nas empresas, a corrupção política que priva o povo de benefícios para o alívio do sofrimento, a exploração impiedosa praticada por religiões que torcem as Escrituras para tirar dinheiro do povo para o luxo de seus líderes, e tantos outros problemas ligados ao mau caráter de pessoas.

O bem e o mal atingem a todos. Ricos e pobres. A tragédia vem sobre qualquer um. Nessa vida há sofrimentos que não fazem sentido. Estremecem a fé. E a morte ocorre com o bilionário em sua mansão e com o morador de rua em seu cobertor peleja e papelão.

Certas datas são propícias para tomarmos decisões de melhorar nossa vida. O começo de um novo ano é uma delas. O difícil é manter as decisões nas semanas e meses seguintes. Entretanto, creio que cada dia em que amanhecemos vivos é uma oportunidade nova para algum recomeço, ou começo, na direção da saúde, da verdade, da prática da justiça, da compaixão, do compartilhamento, da misericórdia. Temos a escolha. Você pode escolher o caminho a seguir cada dia que a Vida lhe dá chance de viver.

Verdade que hábitos antigos, pensamentos obsessivos, atos compulsivos, ganância, vício em alguma substância e/ou comportamento, a acomodação, não são fáceis de vencer. Neste sentido também a luta maior é contra nosso próprio eu adicto (viciado), contaminado com egoísmo, orgulho, vaidade, mentira, rituais que mascaram a angústia. Luta contra a ansiedade exagerada, pânico, depressão, insegurança, carência afetiva.

Sim, o calendário muda, mas a luta continua. Luta pessoal contra os aspectos negativos do eu, luta contra as pessoas complicadas que podem perturbar nossa vida, luta contra a realidade dos poderes sociais corrompidos que machucam a comunidade.

O consolo e a esperança podem ser fundamentadas no fato de que você tem a escolha, tem livre arbítrio, se não está fora da realidade do ponto de vista psiquiátrico e neurológico (não tem psicose grave, não tem Alzheimer, etc.). Um desafio para que no novo ano, e nesse momento em que você lê essas palavras, seja possível uma melhora em sua vida, depende muito do que você fará com a verdade que surge em sua consciência. Você pode escolher começar daqui para a frente (sem ter que esperar qualquer data especial) ao lado da verdade ou ao lado da mentira que é um autoengano.

Esta é a maior luta. A luta contra nós mesmos, sobre o que o apóstolo Paulo escreveu no livro de Romanos na Bíblia: “… vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?” Romanos cap. 7, versos ou versículos 23 e 24. E ele fala da solução dessa angústia existencial que atinge toda a raça humana de todas as eras no verso seguinte (25) e ao iniciar o capítulo 8 da carta aos Romanos.

Sem a busca diária da vitória sobre esta angústia existencial, as outras mudanças poderão não satisfazer-nos profundamente. Sem esta busca honesta, pessoal, momento a momento, não há chance de você, de sua família, do país melhorar. E podemos entender que se trata de um assunto pessoal, individual. Eu não posso fazer isto por você, nem você por mim, e nem podemos fazer por outra pessoa. É uma escolha pessoal.

Desejo que você cultive o desejo de entrar nessa luta que é de todos nós no Novo Ano. Se você escolher entrar nessa luta, por um lado a vida ficará mais dura no sentido de que terá que lutar contra seus defeitos de caráter que acariciava até aqui. Mas por outro lado, adquirindo vitórias pessoais, diárias, sobre si mesmo, no mínimo a vida ficará menos dura dentro de você, porque, ainda parafraseando Paulo: “Não andaremos mais na carne, mas na Verdade”. Bom Ano Novo a todos!

_______

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza – www.doutorcesar.com.br

Sobre Cesar Vasconcellos de Souza

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top