Você está aqui: Capa / Artigos / Religião-luz e Religião-trevas: Cura ou Engano

Religião-luz e Religião-trevas: Cura ou Engano

George Vaillant, psiquiatra da Universidade Harvard, autoridade em alcoolismo, diz que 30% da recuperação de alcoólicos no mundo se deve ao programa dos AA – Alcoólicos Anônimos. O programa dos AA, assim como do grupo NA – Narcóticos Anônimos e outros, seguem o chamado Modelo Minesota, de Doze Passos para a recuperação.

É uma pena que muitos indivíduos com problemas graves de alcoolismo rejeitem receber ajuda dos AA o qual é bom instrumento de ajuda para esta doença chamada alcoolismo.

O Passo Onze de AA é muito interessante e gostaria de fazer alguns comentários sobre ele. A descrição dele é assim: “Procuramos, através da prece e da meditação, melhorar nosso contato consciente com Deus, na forma em que O concebíamos, rogando apenas o conhecimento de Sua vontade em relação a nós, e forças para realizar essa vontade.” Este Passo fala da oração e meditação como importantes para seguir no processo de cura. Importante entender que cura é um processo. Um dia de cada vez. Todos os dias.

Fui o responsável para que a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) trouxesse para o Brasil e traduzisse uma Bíblia especial baseada em recuperação usando os princípios dos 12 Passos de AA. Em certa ocasião estando nos Estados Unidos, tive acesso a uma Bíblia chamada “Life Recovery Bible”. A achei interessante porque todas as notas de rodapé, introdução de cada capítulo, comentários, etc., eram relacionados ao programa dos 12 Passos de Alcoólicos Anônimos.

Ao voltar ao Brasil sugeri que a SBB fizesse a tradução em Português, pois acreditava que poderia ajudar muita gente com problemas de compulsões variadas, não só quanto ao álcool. Na ocasião fiz contato com o Rev. Paulo Teixeira, que era o Editor Internacional de Bíblias da SBB. Ele também se interessou e procurou ver o que poderia ser feito. Depois de algumas dificuldades superadas, meses depois ele me telefonou dizendo que a SBB havia conseguido chegar a um acordo com os editores norte-americanos (Tyndale House Publishers) e a Bíblia seria traduzida para o Português. Fiquei contente! Ajudei na tradução, e ela foi lançada no Brasil com o nome de Bíblia de Estudo Despertar.

Um parte do comentário desta Bíblia sobre o Passo Onze ligado a João 3:18-21, diz: “Às vezes não queremos conhecer a vontade de Deus porque há áreas na nossa vida com as quais ainda não estamos prontos a lidar. … Talvez estejamos preparados para orar pedindo a vontade de Deus em algumas áreas, mas nos incomoda que a luz de Deus brilhe sobre outras áreas que ainda se escondem na vergonha.” Verdade. Muitas pessoas vão aos médicos não porque querem a cura profunda do seu sofrimento, mas somente algo superficial, algo que alivie o sofrimento. E o arsenal de medicamentos e alguns procedimentos médicos para tratar sintomas é imenso. A melhor medicina ainda é a preventiva e baseada na mudança do estilo de vida. Mas uma boa parte da população ainda quer o comprimido mágico, sem ter que mexer no seu estilo de vida. Pode funcionar para alívio sintomático, mas não para a cura. Para obter saúde, recuperação de alguma compulsão, você tem que desejar a cura de todo o coração e não se contentar com algo superficial. Depende do desejo, da verdade e honestidade pessoal, da determinação para mudar e do instrumento de cura correto.

O comentário sobre o Passo Onze continua: “A escuridão é muito boa quando estamos tentando esconder algo, mas a luz é necessária quando estamos tentando caminhar sem cair.” Escuridão pode ser a ignorância quanto à causa do sofrimento. Pode ser uma escolha também porque a pessoa pode não querer mudar porque há vantagens na doença (ganho secundário). Escuridão pode ser o autoengano das pessoas desonestas que lesam a população em seus cargos de poder. Escuridão pode ser o que líderes religiosos fazem ao torcer o texto bíblico para manter sua crença interesseira fora da verdade do contexto e, assim, lesar as pessoas que se deixam levar por estes lobos vestidos de pele de cordeiro. Existe a religião luz e existe a religião trevas. A religião-luz cura, a religião-trevas só promete e além de não fazer nada de bom, é abusiva.

Karl Marx no século XIX disse que “a religião é o ópio do povo”. Dr. George Vaillant, de Harvard, no 13º. Congresso Brasileiro de Alcoolismo, Rio de Janeiro, 12-15 Agosto 1999, apresentando o tema “Alcoólicos Anônimos: Culto ou Pílula Mágica?”, afirmou: “O opiáceo produz a mesma sensação de paz oceânica que encontramos no profundo encontro espiritual do êxtase religioso. A famosa declaração de Karl Marx [de que a religião é o ópio do povo] pode camuflar um princípio terapêutico extremamente importante. A religião [religião-luz] pode realmente oferecer um alívio que o uso da droga somente promete.”

_______

Dr. Cesar Vasconcellos de Souza – www.doutorcesar.com.br

 

 

 

 

 

Sobre Cesar Vasconcellos de Souza

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top